Postagens nasTags ‘Bebê’

O nosso bebê pode dormir na nossa cama?

O bebê dormir junto com os pais está se tornando uma prática comum e muito antígua, facilita na hora de amamentar, está prática é criticada por muitos. O que realmente as entidades dizem sobre isso.

Entidades que se dedicam ao estudo da morte súbita do lactente a desaconselham.
A Norte-Americana de Pediatria (AAP), cita os riscos de sufocamento.

A maioria dos médicos não recomenda dividir a cama com o seu bebê se você ou seu parceiro fazem o uso de remédios para dormir, alcool, droga, fumo ou qualquer substância, mesmo que não o faça o uso no quarto, e até pais obesos ou que tenha sono pesado.

Então não posso dormir com o bebê na nossa cama?

Sim pode, com a exceção citada acima, existe sim a possibilidade de ele dormir juntinho com os pais, muitas famílias conseguem. Por isso, se você decidir tentar, saiba quais cuidados terá de tomar:

Nunca deixe o bebê sozinho na cama, mesmo que ele esteja dormindo. Se você não ficar na cama, ponha o bebê em um berço ou um local seguro, podendo retornar quando você ir para cama dormir ou para sonecas durante o dia.

Sempre procure deixar o bebê dormir de barriga para cima ou de lado (apoiar os lado e também tomar cuidado para que ele não vire ou encoste em algo que possa sufocá-lo).

Os pais devem tomar cuidado com pijamas e camisolas, pois podem ter cordões ou fitas, nunca use joias ou bijuterias na cama.

Criança mais velha não deve dormir junto com bebê menores de 1 ano. A criança mais velha pode machucar o bebê durante o sono.

Nunca deixe que animais frequentem a cama em que o bebê dorme.

Sempre utilize colchão firme e plano, cuidado com edredons, tudo para evitar que o bebê se sufoque ou escorregue e caia.

Se a cama for alta, tome cuidado redobrado ou pense muito antes de tentar esta opção. Caso queira pode utilizar o colchão no chão temporariamente.

Sempre verifique a cama e ao redor do colchão para ver se não há objetos ou vãos em que a criança pode cair e ficar presa (entre a cabeceira e o colchão, ou entre a cama e a parede). Se houver vãos, preencha-os com edredons ou toalhas enroladas.

Tome cuidado com objetos perto da cama, como produtos de beleza em cima da cômoda, abajures, fios ou cordas de persianas.

Nunca deixe o bebê ficar com o rosto enfiado em travesseiros, edredons e cobertores. Verifique o lençol se esta bem presa e firme.

Cuidado com agasalhos da criança. Lembre-se que o bebê terá o calor humano dos pais, então a cama estará muito mais quente do que se estivesse sozinho no berço.

É a opção certa para sua família?

Vínculo com o bebê

Com a vida de hoje em dia em que o casal trabalha, passar horas bem juntinhas na cama pode ser uma maneira de se conectar mais ao bebê, depois de um longo dia de separação. Em muitos casos, os pais sentem que é uma forma especial de se aproximarem do filho, já que eles não têm a mesma ligação física que as mães que amamentam o bebê.

Amamentar durante a noite

As mães gostam dos filhos na própria cama por ser mais prático amamentar o bebê quando ele já está perto.

Porém pode observar que esta proximidade faz com o que a criança acabe acordando com mais frequência para mamar.
Tenha em mente também que poderá ser mais difícil dar um fim às mamadas noturnas do seu filho se ele estiver na sua cama. No caso de bebês amamentados no peito, pode ser ainda mais complicado, porque eles sentem o cheiro do leite da mãe, e muitos acabam desenvolvendo o hábito de acordar toda hora durante a noite para mamar, mesmo após já terem perdido a necessidade física de fazer isso.

Intimidade do casal

Para alguns casais, a presença do bebê na cama torna mais difícil encontrar tempo para momentos de intimidade e sexo. Outros, porém, acreditam que isso os força a ser mais criativos na busca de soluções para ficarem sós.

Se o seu filho dormir na sua cama, é bem provável que você precise planejar a hora de estar a sós com seu parceiro, em vez de esperar que ela aconteça espontaneamente. Dependendo da forma como você esteja se sentindo, isso pode ser um peso ou uma diversão.

De qualquer maneira, a decisão de levar o bebê para dormir na cama dos pais precisa ser conjunta do casal, para que não haja risco de afetar a relação de vocês dois.

Com que frequência devo trocar a fralda do bebê?

É importante trocar a fralda do bebê várias vezes ao dia, porque o acúmulo da urina e a presença das bactérias nas fezes podem irritar a pele e provocar assaduras.

A regra geral é fazer a troca a cada mamada, antes ou depois dela, dependendo do que funcionar melhor para vocês, e sempre que o bebê tiver feito cocô.

Se seu filho for daqueles que regurgita bastante, ou tiver refluxo gastroesofágico, procure não trocar a fralda logo depois da mamada, porque toda a movimentação pode aumentar a regurgitação.

Nesse caso, capriche na pomada antiassadura e espere mais um pouco para trocá-lo, mesmo que ele tenha feito cocô.
O esquema de troca a toda mamada não vale para a noite, porque é melhor deixar o bebê dormir (a menos que fralda tenha vazado e a roupa esteja molhada, ou que ele tenha feito cocô e estiver com a pele irritada).

Os bebês fazem cocô várias vezes por dia, e fazem xixi de hora em hora, ou em intervalos de no máximo três horas. (Leia mais sobre o cocô do bebê, para saber o que é normal e o que não é.) Nem toda criança reclama quando está molhada, por isso não espere o bebê se queixar para trocá-lo.

As fraldas descartáveis costumam absorver bem a umidade, por isso é difícil avaliar se elas estão cheias de xixi ou não. Experimente colocar o dedo (limpo) dentro da fralda mais ou menos a cada duas horas, para ver se ela não está molhada demais. Ou sinta se a fralda parece “pesada”.

Do que vou precisar a cada troca de fralda?

Antes de começar, lave bem suas mãos e veja se tem à disposição tudo o que vai precisar:

• Um lugar seguro para fazer a troca, com um trocador impermeável, de fácil limpeza

• Uma fralda limpa

• Um saco ou uma lata de lixo para jogar a fralda suja

• Algodão e água morna ou lenços umedecidos

• Fita crepe ou alfinete de segurança, se você for usar fralda de pano à moda antiga. Fraldas de pano mais modernas fecham com velcro ou botão.

• Pomada contra assaduras

• Uma troca de roupa limpa à mão para o caso de a fralda ter vazado, ou de acontecer algum “acidente” no meio da troca

• Um brinquedinho para atrair a atenção do bebê

• Se seu filho for menino, uma fralda de pano dobrada para usar como “escudo” contra eventuais banhos de xixi no intervalo em que o
pênis dele ficar descoberto.

Como se faz a troca?

Para a fralda descartável:

  1. Solte as fitas adesivas da fralda e as dobre sobre si mesmas, para não grudarem no bebê, mas ainda não retire a fralda suja.
  2. Levante as pernas do bebê e dobre a fralda para debaixo dele, aproveitando para tirar a maior parte do cocô com a própria fralda.
  3. Se for um menino, coloque uma fralda de pano dobrada (ou um outro pano ou toalha) sobre o pênis do seu filho, para evitar uma chuveirada imprevista.Limpe a parte da frente do bebê com um algodão embebido em água morna ou com um lenço umedecido. Nas meninas, limpe sempre da frente para trás, para não deixar as bactérias das fezes entrarem na vagina.
  4. Levante as pernas do bebê e limpe bem o bumbum dele.
  5. Tire a fralda suja debaixo dele e coloque a limpa. A parte com as fitas adesivas deve ir embaixo do bumbum do bebê. Tente deixar a parte entre as pernas bem esticada.
  6. Passe um creme antiassaduras na parte da frente e no bumbum. Esse tipo de pomada costuma ser grudento, então aproveite e limpe o seu dedo na própria parte de dentro da fralda, antes de fechá-la.
  7. Feche a fralda limpa com as fitas adesivas, deixando-a justa, mas não apertada. Se você colocar o pênis do seu filho para baixo, evita vazamentos por cima da fralda. Mas há meninos que se sentem mais confortáveis com o pênis para cima. Verifique os elásticos das pernas para ver se não estão dobrados para dentro.
  8. Enrole a fralda suja numa bolinha, feche com as fitas adesivas e a jogue no lixo, de preferência dentro de um saco plástico, se tiver cocô, para isolar o cheiro.
  9. Vista o bebê e lave bem as mãos. Pronto!
    Quando você pegar prática, a troca vai virar uma coisa automática. E não vão faltar oportunidades de treinar, já que o bebê vai precisar de cerca de oito trocas por dia no comecinho.

É verdade que a fralda de pano está voltando à moda?

Em países desenvolvidos, alguns casais estão promovendo um revival das fraldas de pano, alegando que elas são mais baratas e não agridem tanto o meio ambiente quanto o plástico e os detritos das descartáveis.

Existem fraldas em formatos anatômicos, reutilizáveis, com estampas bonitinhas e que se fecham com velcro, que podem ser encontradas em alguns lugares do Brasil. Há quem afirme também que as fraldas de pano causam menos assaduras, e existem bebês que sofrem com alergias às fraldas descartáveis.

Se você considera experimentar as fraldas de pano, só precisa ficar mais atenta ao número de trocas, já que elas ficarão molhadas e poderão incomodar o bebê com muito mais frequência.

Gravidez tem tudo a ver com “dar-se ao luxo” e com abstinência, os dois de uma só vez. Você poderá dizer, “Outra bola de sorvete?”, ou melhor, “duas!” E, ao mesmo tempo: “Vinho? Não obrigada, só um copo de água para mim.” Você ainda tem 29 semanas pela frente de tudo isso, ou nada daquilo! Concentre-se nas suas regalias (sorvete, chocolate com calda de cereja, Vai uma porção?).

Seu corpo

Finalmente a desculpa “Esta noite não, meu amor, estou com dor de cabeça” – é verdadeira. Graças a todos os novos hormônios passeando pelo corpo, muitas mulheres experimentam fortes dores de cabeça. E, uma vez que você está limitada a apenas alguns remédios enquanto grávida, livrar-se de uma desagradável dor pode ser algo especialmente difícil.

O acetaminofeno ou paracetamol (como Tylenol) é considerado seguro durante a gravidez, enquanto outros à base de ibuprofeno devem ser evitados. Se você quiser evitar tomar qualquer medicação, existem algumas soluções alternativas para resolver a dor de cabeça, como compressas frias e exercícios que podem ajudar. Aconselhamos conversar com seu médico antes de tomar qualquer medicamento.

A enxaqueca pode se iniciar na gravidez. Muitas mulheres passam a apresentar crises de enxaqueca no primeiro trimestre da gravidez ou imediatamente após o término da gestação. Entretanto, quase 70% das mulheres com enxaqueca melhoram, isto é, apresentam decréscimo da frequência e da intensidade das crises, durante o segundo e o terceiro trimestres dessa fase.

Durante a gravidez, tratar crises de enxaqueca ou fazer a sua prevenção medicamentosa é sempre um problema. Embora haja medicamentos considerados “seguros” na gravidez, os estudos com eles são baseados em análises passadas de mulheres grávidas que os tomaram até de forma casual. Ou seja, as conclusões observadas não são totalmente confiáveis e até orientação contrária, remédios de quaisquer tipos não devem ser usados durante a gestação principalmente no primeiro trimestre. Para aquelas mulheres que apresentam crises, recomenda-se repouso recostado no leito, compressas geladas na cabeça e técnicas de relaxamento. Se os episódios são frequentes, o tratamento preventivo deve ser aventado, mas sempre com estrita orientação de um médico consciente, que leve em conta os riscos e a necessidade do uso da medicação.

Infelizmente, as mulheres com propensão à enxaqueca tendem a obter mais uma delas durante a gravidez. Fale com o seu médico se você estiver com dificuldades para lidar com esse mal.

Seu bebê

Todos os órgãos vitais do bebê já estão formados e em pleno funcionamento, assim o risco de defeitos diminui essa semana à medida que seu bebé torna-se menos suscetível a influências externas. Graças a Deus!

Outros excitantes desenvolvimentos incluem:

  • As orelhas estão assumindo o lugar correto nesta semana e as unhas estão começando a se formar. O seu “cabecinha de abóbora” faz jus ao apelido, pois a cabeça é quase tão grande quanto o resto do corpo;
  • As pálpebras se fecham e se fundem e as íris dos olhos começaram a se desenvolverem;
  • Em algum momento desta semana ou da próxima, o sangue começará a circular entre o bebê e o útero. A placenta começará a funcionar como tal.
  • Apesar dos testículos ou ovários já estarem completamente formados, não comece a decoração do quartinho. Você não será capaz de ver o sexo do seu bebê por mais algumas semanas;
  • Seu bebê está realmente avançando agora. Em um ultrasom você será capaz de ver os braços e pernas do seu pequeno acrobata, dando saltos dignos do Cirque du Soleil. Você ainda não será capaz de sentir qualquer movimento, por isso, caso sinta algo “chutar”, provavelmente são gases :);
  • Nas próximas nove semanas, o seu bebé aumentará 30 vezes em peso e quase triplicará em comprimento. Você poderá sentir-se como se estivesse aumentado 30 vezes em peso também, neste ponto, mas podemos garantir que não, pois ainda tem muito pela frente e você ainda não viu nada;
  • As palmas de suas mãos também tornam-se mais sensíveis, fazendo com  que ele sinta tudo o que toca. Além disso, o olfato do seu bebê e os  outros sentidos vão começar a se desenvolver nesta semana.
  • Outra novidade interessante também, é que nessa semana o seu bebê  começará a explorar o seu próprio corpo, como por exemplo brincar com o  seu próprio nariz.

Sua vida

Quando você trouxer para sua casa o amor de sua vida, ficará tão feliz e satisfeita por ter comprado uma  câmera digital e poder registrar todas as situações embaraçosas com ele (ou ela). Caso ainda não tenha uma, pense antes de gastar seu dinheiro. É um bom investimento, e você vai querer que dure por anos. Procure na Internet opiniões para saber o que outros pensam.

Uma vez que você tem a máquina em suas mãos não poupe bateria: experimente bater muitas fotos. Comece registrando sua barriga crescendo! Se tiver muitas fotos que quiser compartilhar, crie um blog, ou fotolog, se tiver vídeos, crie um videolog. Vai ser super divertido; você verá!

O que você está pensando…

“O nariz do meu bebê será parecido com o meu, com o do papai ou a soma dos dois?”

Faz bem comer…

Beba muito leite! Seu filhote precisa de bastante cálcio para formar  e fortalecer toda a estrutura óssea.  Também continue bebendo muita água, mesmo que seja muito chato ir, de 10 em 10 minutos, ao banheiro. 🙂

Caso tenha dificuldades com a ingestão de leite, substitua-o por leite de soja, porém fique atenta para ver se a marca que você comprar tem cálcio.

É bom saber…

Não ocorre com todas as mulheres. mas algumas percebem mudanças em suas unhas e/ou cabelos. Pode ser que estes engrossem ou cresçam com maior rapidez, o mesmo talvez ocorra as unhas. Alguns médicos acreditam que o fenômeno aconteça devido à maior circulação no corpo. Outros dizem que é pelas mudanças hormonais. Qualquer que seja o caso, as alterações são temporárias e não há algo que se possa fazer para evitá-las.

Futuro papai

Você está lidando bem com esse negócio de gravidez? Os altos e baixos, as preocupações financeiras e a responsabilidade, vendo a mãe colocar o estômago para fora, dia após dia? Você precisa de um tempo. Seja bom com si mesmo e dedique algumas horas batendo uma bolinha, fazendo um pouco de ginástica  ou se divertindo com os amigos. Quando voltar para casa, surpreenda sua mulher com um ramalhete de rosas vermelhas e um cartão dizendo palavras carinhosas, como: “Obrigado, querida. Eu a amo”.

 

Cadastra-se
Fotos de Bebê
Ultimos Bebês
sobrinhos Guilherme Gabriel sem camisa Gabriel